Você que trabalha com o Web Acappella para criar projetos para clientes, ou até mesmo pretende fazer isso dia, reuni algumas dicas que poderão te ajudar a conseguir mais clientes aí na sua cidade. Antes que me perguntem, O Web Acappella é uma ferramenta perfeitamente capaz de produzir sites interessantes e profissionais.

É necessário conhecer bem o Web Acappella e acima de tudo ter criatividade, bom gosto e estar sempre atualizado com as questões de Web Design.

Existe também, outras ferramentas que auxiliam na produção e deixa o trabalho artístico mais bem elaborado e outras que imputam funcionalidades aos projetos.

Como o Web Acappella Responsive é um programa relativamente novo, os esforços devem ser renovados, se quiser, pode aproveitar uma série de vídeos gratuitos, onde vou te ensinar a criar um site do zero no Web Acappella Responsivo, clicando aqui.

 

1. Porta em porta

 

Se sua cidade tem algum centro comercial ou mesmo vários comércios separados, você pode visitá-los e ter contato diretamente com o dono e conversarem sobre a possibilidade de mostrar o pequeno negócio dele ou comércio na internet online. Você pode ligar antes e marcar uma reunião para que discutam sobre isso.

Monte um material de apresentação do seu trabalho e o diga o quão importante é hoje para uma pequena empresa ter uma representação na internet.

Antes de se apresentar como um profissional da área, você deve ter um portfólio.

Para isso você deve ter alguns projetos criados, como sites de amigos, igrejas e outros. Se você está começando, pode cobrar menos pelo projeto, ou fazer de graça para um amigo ou algum grupo que frequente, como time de futebol ou igreja.

É muito importante esta experiência prévia, para ser contratado por empresas mais sérias e fazer trabalhos mais comerciais visando o marketing e ajudando a fazer crescer aquele negócio.

2. FaceBook Ads

Isso mesmo! Com o facebook é muito simples de se criar um anúncio e segmentá-los a regiões. Você pode montar anúncios direcionados a região onde mora.

É relativamente simples criar uma campanha, mas você deve conhecer seu público bem e apresentar um proposta que valha a pena para ele.

Donos de pequenos comércio que acessar o FaceBook pode ser com uma faixa etária menor e depende também do tipo de comércio.

Se for usar este tipo de abordagem, não o leve diretamente para a página que lhe ofereça um site, tente argumentar com este cliente, as vantagens de um site até fazê-lo perceber que a empresa dele pode faturar mais, crescer e criar uma identidade se estiver presente na internet.

Produza um artigo de blog ou um vídeo contendo estes argumentos, só então, faça uma oferta.

3. Ofereça facilidade de pagamento

 

Se você trabalha como freelancer, ou tem um escritório que não seja formalizado como empresa, fica um pouco complicado ter máquinas para aceitar cartões de credito, mesmo que seja, você deve pagar uma mensalidade pelo aluguel da máquina, além de ser extremamente burocrático.

Sabemos que oferecer parcelamento do pagamento do serviço é bem interessante para o cliente e por que não fazer, utilizando de serviços de intermediação de pagamento online? Como o Pagseguro, Moip, Mercado Pago, dentre outros.

Estes serviços lhe permite receber pagamentos parcelados em até 18 vezes no cartão de crédito e você paga apenas uma taxa descontada no valor do pagamento, e a maior vantagem é que você pode oferecer parcelamento, e receber o valor total da compra de uma só vez.

Estas empresas já oferecem maquininha para vendas presenciais com as mesmas facilidades da venda online e evita que você cobre o cliente por e-mail, ele pode achar isto um forma não segura de fazer pagamentos.

 

4. Ter um guia comercial online

Em cidades menores é comum que tenha um guia online, onde se encontra informações sobre o comércio local, como a localização das lojas, telefones e e sites.

Você pode não cobrar nada pela inclusão das empresas neste guia e ter os dados e contato com as empresas e pequenos comércios que se interessarem ser mencionadas neste site, assim você pode oferecer o seu serviço de criação de sites.

Você pode argumentar para aqueles comércios que não tenham sites, que fica mais fácil para quem acessa um guia, entrar em contato com a empresa que tenha um site.

Você pode utilizar o próprio Web Acappella para criar um site neste estilo, ou então utilizar uma ferramenta mais dinâmica como o WordPress.

5. Não exagere no valor cobrado

 

Se sua cidade possui um agência de criação de sites maior, ela provavelmente tem alguns funcionários e obrigatoriamente terá de cobrar um valor mais alto para cada projeto para cobrir os seus gastos, além de ter algum lucro.

Se você acha que seus trabalhos se igualam na qualidade aos desta agência, você tem uma vantagem, você poderá cobrar mais barato, pois não tem tantos gastos e tem menos ou nenhum funcionário.

Mas não cobre um valor muito baixo para agradar o cliente, pois assim você desvaloriza o seu trabalho e muitas vezes perde a confiança do seu cliente.

E não se esqueça que você está lhe dando com donos de pequenos comércios, não com diretores de multi-nacionais, seja razoável para conseguir fechar negócio.

Tenha a possibilidade de um desconto como um trunfo e use se preciso.

Dica extra

Eu já disse isso aqui algumas vezes, mas vale repetir: Não diga ao seu cliente que faz algo que não possa fazer, isso irá te enlouquecer com prazos e te levará a gastar dinheiro com outros profissionais, além abalar a confiança que o cliente depositou em você. Cumpra o prazo, não enrole jamais inicie um projeto sem receber algum valor antes de começar.