Não canso de repetir o quanto o design importa para um site. O Conteúdo é importante, mas importa ainda mais a maneira como ele é apresentado.

Um estudo realizado para a universidade de Nortúmbria, no Reino Unido, mostram que cerca de 94% da credibilidade de um site, é passada pelo design.

A pesquisadora Elizabeth Sillence fez um estudo simples, colocando algumas pessoas para visitar alguns sites, e depois foi perguntado, quais sites pareciam mais confiáveis para eles. O resultado foi que 94% dos entrevistados, indicaram os sites que tinham o design mais organizado e bonito.

Como eu já disse dezenas de vezes, o design não é só uma forma de deixar o site bonitinho pros seus amigos acharem legal, inclui a funcionalidade do site e serve para literalmente vender um produto ou serviço.

SIMPLICIDADE E OBJETIVIDADE

apple-desk-office-technology-large

Quem se preocupava muito com isto era Steave Jobs, quando as pessoas que o rodeavam, achava perda de tempo se esforçar tanto para deixar os seus projetos mais elegantes, mas ele não pensava assim, para Steave, se ele me permite a intimidade, o design é como funciona as coisas, é como tornar algo complexo em simples e intuitivo, é dar um objetivo claro para uma ferramenta, mesmo que você nunca tenha usado.

Vou dar um exemplo

Eu tenho um amigo, que é advogado, e o que mais irrita ele é a falta de cuidado que projetistas tem em algumas ferramentas que ele necessita no dia a dia.

Como todo advogado, o tempo para resolver um caso, organizar os processos e achar tudo depois é crucial para o desenvolvimento do trabalho, e como tudo está sendo informatizado, por um lado vai ajudar na organização e poupar muito tempo.

Só que não é bem assim. Quem projeta os programas e sites que farão este tipo de trabalho, não pensa que alguns advogados não tem tempo pra ficar estudando, fazendo curso de como mexer num programa, precisa de algo mais intuitivo e com informações claras.

Este meu amigo diz: Esse pessoal que faz estes programas não pensam no usuário que irá operar, que na maioria são pessoas desprovidas de habilidades tecnológicas e acham que todos são experts em informática como eles.

O que podemos aprender com isto?

people-woman-coffee-meeting-large

Pegamos como exemplo, uma pessoa comuns que necessita desta tecnologia para compor o seu trabalho, vemos a dificuldade que é para uma pessoa realizar uma tarefa que poderia ser simples.

Como Steave Jobs, podemos projetar um site, para um usuário comum, como um advogado que deseja arquivar um processo, ou uma dona de casa que quer apenas ler uma receita de frango xadrez (hmmm!), não para engenheiros da NASA operar um robô em marte!

Ver a simplicidade em cada projeto, é essencial, respirar objetividade e se colocar no lugar de quem irá acessar o site, não para o nosso próprio gosto.

MENOS É MAIS

Screenshot.24261.1000000

Ter uma variedade de opções num site não é necessariamente bom. Focar-se em um produto principal e deixar os demais, caso haja, em segundo plano é mais aconselhável por assim dizer.

Dar menos opções e focar num produto ou um grupo pequeno de produtos ou serviços é visto com mais clareza pelos visitantes.

Isto serve também para a navegabilidade do seu site. Vou explicar:

Volta e meia nos deparamos com sites que possui um milhão de informações já na página inicial, outras tantas informações completamente inúteis para o usuário, como hora e data, clima, musiquinha (AH a musiquinha), número de vistantes, número de pessoas online.

Olha, quem entra no seu site, não quer saber disto, ele quer saber o que você tem a oferecer, se é um serviço, um produto ou alguma informação útil pra vida dele.

Seja objetivo, conciso e acima de tudo, entregue o que o visitante entrou no site para buscar.

Enxugar as informações, links e imagens é mais que essencial.

Destaque o seu principal produto, suma com informações desnecessárias, apresente uma chamada para ação clara e com objetivo explicado de antemão.

Você tem 8 segundos para chamar atenção do visitante para que ele realize alguma ação no site, então esclareça o objetivo e seja feliz.

CORES

 

Não há como falar em design sem falar de cores. Vejo tanta coisa horrenda por aí, que é até triste. Aqueles sites que dão dor de cabeça se você fica muito tempo olhando para a tela.

Não basta ter bom gosto, tem que saber o que vai funcionar. Usar cores muito fortes no fundo do site não é legal. É bom ser suave, sutil, tal vez utilizar cores mais opacas, como é de costume hoje.

Cores neutras também podem contrastar muito bem com cores mais fortes.

Em outras ocasiões podemos nos aprofundar neste assunto.

TIPOGRAFIA

 

Explicado de uma maneira grosseira, a tipografia é basicamente a fonte que você usa. No caso de sites é bom tomar cuidado.

É um assunto à ser estudado mais a fundo, pois depende muito do tipo de projeto, do tipo de texto, mas você pode usar como inspiração, outros projetos.

O importante é não usar fontes que não tenham muito sentido para aquele projeto.

Tente ser o mais coerente possível.

Recapitulando…

Neste artigo eu quis mostrar que o design é muito importante e responsável por melhorar a experiência do usuário com o site e fazer com que os objetivos sejam atingidos para ambas as partes. Então:

  • Pense no tipo de pessoa que irá acessar o seu site
  • Certifique de que estas pessoas tenham a informação desejada em menos de 8 segundos
  • Não exagere na quantidade de informações, mantenha o foco no que mais importa
  • Estude tendências de design, não faça o que você acha bonitinho, mas o que seria mais eficiente
  • Não invente moda,  veja o que funciona e aplique. Menu em cima, imagens em alta resolução, botões objetivos e preste muita atenção nas cores

É basicamente isto que tenho pra hoje, aplique em seus projetos e projetos de clientes, se preocupe com o design. Espero que tenha gostado, logo teremos mais.